CPAE

CPAE ( Conselho Pastoral para Assuntos Econômicos)


Unidade entre os irmãos!


“É o amor de Cristo que nos move” (Baseado em 2 Coríntios 5, 14-20)


 


Ipatinga, 28 de fevereiro de 2018


Caros Irmãos, Caras Irmãs, Paz e Bem!

Salve São Geraldo Magela, nosso Padroeiro!


Venho, através desta CARTA PASTORAL, esclarecer a respeito do Caixa Único, que está sendo implantado na Paróquia São Geraldo, e que começou a funcionar no dia 1º de Fevereiro.

Estamos tendo a assessoria da Co-Catedral São Sebastião, de Cel. Fabriciano, que há 12 anos já trabalha com o Caixa Único. Aqui no Regional III, também, já adotaram o Caixa Único as Paróquias: Santo Antônio e São Francisco Xavier, Cel. Fabriciano/Melo Viana; Sagrada Família, São Pedro, Cristo Libertador, Senhor do Bonfim de Ipatinga; São José, de Jaguaraçu; Nossa Senhora das Dores, de Marliéria; Nossa Senhora de Nazaré, de Antônio Dias; São José, São Sebastião, São João Batista, de Timóteo e Santana, de Santana do Paraíso.

Desde o ano passado, esse assunto tem sido objeto de estudo e avaliação no Conselho Econômico Paroquial e depois de muitas reflexões, chegou-se à conclusão que valeria apena implantar o Caixa Único.


 


SEGUEM ALGUNS ESCLARECIMENTOS



  • Compreendendo o Caixa Único


O projeto de um Caixa Único na vida da paróquia visa ser um novo jeito de organizar os recursos financeiros utilizados para a manutenção da paróquia e suas comunidades, para a solidariedade e para a Evangelização.

Na Palavra de Deus vemos que as primeiras comunidades “Dividiam seus bens com alegria, e colocavam tudo em comum”. Assim sendo, podemos compreender que o Caixa Único na vida da paróquia mostra que todas as comunidades pertencem a um único corpo, que é a Igreja, do qual Cristo é a Cabeça. Este sinal de unidade deve ser a expressão do trabalho da paróquia com um Caixa Único.

O Caixa Único trabalha com uma única conta, que é assinada pelo Tesoureiro Paroquial e o Pároco. Caberá à equipe, que é chamada de EPAF – Equipe Paroquial de Assessoria Financeira, composta de seis membros, o trabalho de planejar e distribuir os recursos de acordo com as necessidades da paróquia. Teremos na equipe os membros natos ou indicados pelo Pároco: Coordenador Paroquial do Conselho Econômico, Tesoureiro Paroquial, um representante da EPAP, um membro do departamento financeiro paroquial e dois eleitos pelo Conselho econômico: Coordenador para obras ou reformas e um Coordenador para patrimônio.

Todos os encaminhamentos passam pela aprovação do CPAE – Conselho Econômico Paroquial.


 



  • Melhorando o uso dos recursos para as Comunidades


O Caixa Único não visa tirar dinheiro da comunidade e deixá-la sem nada. O dinheiro do Caixa Único será distribuído conforme as necessidades de cada comunidade. Todas as contas das Comunidades, água, luz, taxa etc… serão pagas pelo Caixa Único. Após o pagamento das contas, parte dos recursos será repassada para a Formação de Agentes de Pastoral, para o trabalho de caridade e solidariedade. Por fim, a soma restante será destinada a Construções e Reformas nas nossas comunidades.

Caberá à Equipe Econômica controlar todas estas divisões de maneira que ninguém fique sem ser atendido, dentro das possibilidades, bem como estabelecer as prioridades.


 



  • Imprevistos e Urgências


Todas as necessidades de imprevistos e urgência como destelhamento, dano na rede elétrica ou de água deverão ser atendidas pelo Caixa Único.


 



  • Construções e Reformas


Todas as novas construções e reformas exigem um planejamento e caberá à Equipe Econômica planejar e elencar as prioridades com relação à construção ou reforma dos templos e centros de pastorais das comunidades.


 



  • O Dízimo


O Dízimo é um preceito Bíblico e cada Comunidade continuará fazendo este trabalho. Os valores dos dízimos e coletas arrecadados serão colocados em COMUM para as necessidades da evangelização, da caridade e da manutenção dos espaços de nossas comunidades. Os paroquianos poderão continuar entregando seu dízimo na comunidade onde participa.


 



  • Concluindo


O Caixa Único é um projeto Administrativo, mas, sobretudo Pastoral, uma vez que irá exigir mais planejamento e clareza na distribuição dos recursos. Através do Caixa Único a paróquia dá um testemunho de unidade e comunhão e nos faz entender que somos uma família, a FAMÍLIA de DEUS.

Conto com o apoio de todos para que possamos implantar, com êxito, o Caixa Único em nossa Paróquia.


Fraternalmente,


Pe. Hideraldo Veríssimo Vieira

Pároco