Seja bem-vindo(a) ao Site da Paróquia São Geraldo

Acesse nossas Redes Sociais

Notícias

04/08 Notícias da Igreja A saudação do Papa às crianças da Colônia de Férias no Vaticano
Compartilhar

No final da catequese, o Pontífice dirigiu sua saudação especial às crianças que participam da Colônia de Férias de verão organizada dentro do Vaticano. O organizador padre Franco Fontana afirma: “Convidamos estas crianças a sonhar alto”

“Saúdo as crianças da Colônia de férias de verão no Vaticano. Eles ficaram em silêncio até agora e se entende que façam algum barulho, acompanhados por seus pais e pelos animadores, a quem agradeço pelo seu precioso trabalho. Quero agradecer ao padre Franco, alma espiritual do Vaticano, que como bom salesiano conseguiu plantar esta semente, para fazer esta Colônia de férias de verão, este é o terceiro ano”.

Ouça e compartilhe!

As palavras do Papa no final da Audiência Geral desta quarta-feira (03) na Sala Paulo VI foram “uma grande emoção” para o padre Franco Fontana, capelão e coordenador da iniciativa que, há três anos, acolhe crianças de diferentes faixas etárias, filhos de funcionários do Vaticano, durante o período de verão. A Colônia de Férias de Verão, também é marcada por momentos de oração e reflexão e se realiza dentro da Cidade do Vaticano em espaços dedicados e equipados para atividades recreativas e esportivas.

Em meio ao barulho e gritos das crianças, o padre Franco confia ao Vatican News sua alegria pela saudação do Pontífice, mas também sua “preocupação” durante a Audiência: “Eu queria que ficassem em silêncio durante toda a catequese, e elas tinham sido preparadas”. O religioso salesiano narra então “um momento ainda mais bonito” que aconteceu antes da audiência: “O Papa recebeu os animadores em uma pequena sala e dirigiu-lhes uma saudação especial, agradecendo-lhes e sobretudo dizendo-lhes como esta paixão educativa deve apaixoná-los por toda a sua vida”.

Entrevista com o padre Franco

Padre Franco, o Papa recordou seu compromisso, o compromisso salesiano, com a preparação e a organização da colônia de férias de verão. Uma atenção que é fundamental para as crianças e adolescentes, fundamental para unir passado e futuro, memória e profecia…

Três anos atrás, o Papa pediu se seria possível fazer algo, especialmente na época da pandemia. A ideia era fazer um acampamento escolar ao ar livre. Dada a impossibilidade, começamos com esta atividade, que está crescendo: no primeiro ano tivemos 150 crianças, este ano foram 230 crianças e adolescentes durante cinco semanas. É um compromisso reforçado pela colaboração de religiosos e leigos que criam um ambiente familiar, um espaço onde os meninos se sentem em casa.

Esta é a última semana de atividades. Como essas semanas têm sido marcadas?

Por momentos de brincadeira e oração. Para cada grupo, cada semana, tínhamos uma oração adequada a eles: para os verdes, a celebração da Palavra; para os amarelos, a Missa; para os azuis, a confissão. Estas são as cores que correspondem às diversas faixas etárias. Em seguida, brincadeiras, muitas brincadeiras e o momento formativo, marcado pelo mundo da fantasia; este ano a história do Grande Gigante Gentil e de sonhar alto que acompanhou toda a experiência do da colônia de férias.

Então, o tema do sonho é o ponto central. O Papa frequentemente convida os jovens a sonhar….

Nós também convidamos e convidamos esses jovens a sonhar alto, a não se deixarem levar pelas situações de desânimo que algumas famílias possam ter.

Amedeo Lomonaco – Vatican News
Imagem capa: Papa com as crianças e adolescentes da Colônia de Férias de Verão no Vaticano, Audiência de 3 de agosto de 2022 (Vatican Media)

VEJA TAMBÉM