Seja bem-vindo(a) ao Site da Paróquia São Geraldo

Acesse nossas Redes Sociais

Notícias

13/02 Notícias da Igreja Em parceria com CNBB, Rádio Aparecida produziu uma série de materiais em áudio sobre a CF 2023 para rádios católicas do país
Compartilhar

A Fundação Nossa Senhora Aparecida – Rádio Aparecida em parceria com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) disponibilizaram um rico material sonoro sobre a Campanha da Fraternidade 2023 cujo tema é “Fraternidade e Fome” e o lema bíblico: “Dai-lhes vós mesmos de comer”.

O material é composto por pílulas, spots, programetes e matérias jornalísticas que aprofundam o tema da fome no Brasil à luz da realidade e da doutrina da Igreja e do magistério do Papa Francisco sobre o tema e poderá ser usado pelas rádios católicas de todo o país, portais e redes sociais.

De acordo com o diretor da Rádio Aparecida, padre Inácio Medeiros, a Rede de Comunicação Aparecida com essa parceria com a CNBB na produção do material tanto de rádio quando para TV se soma à iniciativa, reforça a importância da Campanha da Fraternidade da Igreja no Brasil e a urgência da temática da fome proposta para este ano.

Produtos em áudio

Spots – São 25 spots com duração de 45 segundos cada. Eles abordam temas relativos à fome no Brasil, comida e água de qualidade para toda as pessoas, alimento como dom de Deus que não pode ser desperdiçado, a contradição entre o país bater recordes de produção de grãos e conviver com pessoas que não têm o que comer, solidariedade humana e cristã, missão da Igreja, Eucaristia e caridade cristã, entre outros.

Programetes – São 37 programetes de 4 minutos que abordam temas como as raízes e a realidade da fome no Brasil, os discípulos de Jesus não podem ficar indiferentes, a fome atenta contra a dignidade humana, ações que têm sido feitas na Igreja para combater a fome, economia solidária, economia de Clara e Francisco, a soma de iniciativas para combater a fome, entre outros.

Pílulas – São 25 pílulas de 12 segundos cada também abordando diferentes aspectos da fome sob a ótica do magistério da Igreja e do Papa Francisco. As pílulas procuram chamar a atenção para o que pode ser feito no âmbito das iniciativas propostas pelo Texto-Base da CF 2023 como partilhar do muito ou do pouco, praticar a partilha na família, ser solidário, colaborar nas campanhas e ações sociais, apoiar e participar de alguma pastoral, promover rodas de conversa, promover  e valorizar a agricultar familiar, fiscalizar a aplicação do orçamento público, trabalhar por uma Igreja sinodal e  promover o serviço da caridade, entre outros.

A coordenação da produção dos spots, programetes e pílulas ficou por conta de Edson Almeida, o trabalho de edição com Luís Cláudio de Oliveira e a direção é do padre Inácio Medeiros. A narração ficou por conta de Evandro Luís, Ivan Simas, Heloísa Silvério, Raiane Brancatti, Evandro Brum, Eduardo José, Silvonei Prots (rádio Vaticano).

Matérias jornalísticas – A equipe de jornalismo da Rádio Aparecida ainda produzirá uma série de matérias jornalísticas com duração de 1 hora cada aprofundando temas como a percepção da fome no Brasil (números, causas e geopolítica), consequências da fome (saúde, educação e desigualdade), pessoas invibilizadas, economia preocupada com os irmãos (economia solidária, Economia de Francisco e Clara), fome à luz da Palavra de Deus (partilha, esperança e compaixão), caridade pessoal e comunitária e propostas de ações necessárias aos governos e como a fome se manifesta em cada região do país.

A edição de jornalismo ficará por conta de José Eduardo, a produção e redação com Rafaela Oliveira, os trabalhos técnicos com Marcos Prado, reportagens de Estéfani Braz, Rafael Rodrigues, Fernanda Prado, Mário de Paula, Ana Júlia Constantino, Bianca Carvalho e correspondentes regionais Sara Gomes, Alexandre Gamas, Hanah Clara, Meirene Souza. A apresentação da série jornalística ficará com José Eduardo e Rafaela Oliveira.

Para downloads:
O material poderá ser baixado do site de Campanhas.cnbb.org.br, na página da CNBB no Soundlcoud e aqui por meio link onde será possível ter acesso às pílulas, spots e programetes no link (aqui).

CNBB

VEJA TAMBÉM