Seja bem-vindo(a) ao Site da Paróquia São Geraldo

Acesse nossas Redes Sociais

Notícias

10/02 Notícias da Igreja Papa Francisco visitará Malta dias 2 e 3 de abril
Compartilhar

O comunicado da viagem foi apresentado na manhã desta quinta-feira (10) pela Sala de Imprensa da Santa Sé. A viagem, já programada para 31 de maio de 2020, havia sido adiada por causa da pandemia. O pontífice visitará Valletta, Rabat, Floriana e a ilha de Gozo

O diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni comunicou na manhã desta quinta-feira (10) que o Papa Francisco irá para a República de Malta nos dias 2 e 3 de abril: “Aceitando o convite do Presidente da República de Malta, das Autoridades e da Igreja Católica do país”, escreveu o diretor da Sala de Imprensa, “o Papa Francisco fará uma Viagem Apostólica a Malta nos dias 2 e 3 de abril de 2022, visitando as cidades de Valletta, Rabat, Floriana e a ilha de Gozo. O programa e outros detalhes da visita serão anunciados em breve”. A viagem deveria ter sido realizada em 31 de maio de 2020, mas foi adiada devido à pandemia da Covid, porém o Papa Francisco não desistiu da sua viagem a Malta.

Terceiro Papa na ilha

A viagem a Malta, será a 36ª viagem apostólica de Jorge Mario Bergoglio, depois da última, em dezembro passado, a Chipre e Grécia. Malta, antiga sede da Ordem do mesmo nome, hoje tem menos de 500 mil habitantes, dos quais mais de 90% são católicos. Francisco será o terceiro Pontífice nos últimos 30 anos a visitar a ilha do Mediterrâneo: antes dele João Paulo II visitou a ilha em 1990 e 2001, esta última vez para beatificar dun Ġorġ Preca, a primeira santa maltesa na história do catolicismo, Irmã Adeodata Pisani, abadessa do mosteiro de São Pedro na cidade de Medina, e Nazju Falzon, um frade menor que ajudou os soldados malteses durante a Guerra da Crimeia. Enquanto que Bento XVI visitou Malta em 17 e 18 de abril de 2010 para celebrar o 1950º aniversário do naufrágio de São Paulo na ilha, no ano 60 d.C.

A questão dos migrantes

Enquanto se aguarda o anúncio oficial do programa, pode-se ver pelo anúncio de hoje que o Papa Francisco prolongou o tempo da visita para quarenta e oito horas em comparação com a viagem planejada em 2020 de um único dia. Na precedente programação já estava incluída uma etapa em Gozo. O lema escolhido há dois anos para a viagem foi uma frase dos Atos dos Apóstolos (Atos 28, 2): “Trataram-nos com extraordinária humanidade”; o logotipo mostrava mãos apontando para a Cruz, provenientes de um navio à mercê das ondas, como sinal de acolhida para o próximo e de assistência aos que estão em dificuldade, abandonados ao seu destino. Uma referência clara ao fenômeno migratório que tem visto Malta, há anos, no centro das notícias internacionais.

VATICAN NEWS
Imagem capa: Papa Francisco embarcando para uma Viagem Apostólica (Vatican Media)

VEJA TAMBÉM