Seja bem-vindo(a) ao Site da Paróquia São Geraldo

Acesse nossas Redes Sociais

Notícias

08/02 Notícias da Igreja Quênia: o papel emergente das escolas católicas
Compartilhar

Dom Martin Kivuva, Arcebispo de Mombaça faz apelo pela educação gratuita das crianças para um futuro melhor para todo o país afirmando: “A educação é a chave para o desenvolvimento de uma sociedade, é a força motriz” e agradece às Missionárias de Loreto que se dedicam à educação no país

“O maior presente que podemos dar a qualquer pessoa, não é uma grande casa ou terra, mas educação”, são palavras de Dom Martin Kivuva, Arcebispo de Mombaça, dirigindo-se às Irmãs da Congregação das Missionárias de Loreto na comemoração do centenário do Instituto, o prelado também lhes agradeceu pelo serviço que oferecem na África Oriental. “Sem educação um país não pode existir”, afirmou o Bispo Kivuva, que também é Presidente da Conferência dos Bispos Católicos do Quênia (KCCB). “A educação é a chave para o desenvolvimento de uma sociedade, é a força motriz, e as irmãs Missionárias de Loreto dedicam particular atenção às crianças nas escolas. Elas têm feito uma grande diferença na sociedade”.

Ouça e compartilhe!

Apelo aos presidenciais

“Muitos países em todo o mundo pagam taxas escolares até a universidade para seus cidadãos. Tenho certeza de que podemos fazer o mesmo se não houver desperdício de recursos governamentais e nenhuma corrupção. É tão doloroso falar sobre isto”, observou o Arcebispo. “Dizemos que no Quênia a educação é gratuita, mas ainda não chegamos lá”, apontou, encorajando os aspirantes presidenciais nas próximas eleições gerais, marcadas para agosto deste ano, a considerarem a educação gratuita como um dos objetivos a serem alcançados após sua eleição. “Podemos fazer de nossa nação um país a ser invejado se as nossas crianças estudarem. Hoje, escolas estão em colapso por causa da má administração”.

As irmãs de Loreto

A Irmã Lucy Nderi, responsável pela Inspetoria da Província, recordou que as missionárias foram as primeiras que colocaram as bases e ajudaram a Congregação a crescer. “As Irmãs de Loreto são convidadas por Deus, pela Igreja e pelas necessidades do mundo, a entrar numa escuta mais profunda e num discernimento contínuo sobre como realizar nosso compromisso e tornar nosso carisma vivo e relevante na África e no mundo”, disse a Irmã Lúcia.

Centenário da presença das missionárias

Segundo a Agência Fides, na comemoração do centenário do Instituto estavam presentes não só ex-alunos e atuais das escolas das Irmãs Missionárias de Loreto, mas também religiosos, clero, funcionários do governo e pessoas de todas as camadas sociais, aos quais o Arcebispo dirigiu seu apelo para oferecer maior apoio ao campo educacional. A Província da África Oriental do Instituto das Missionárias compreende três países e foi fundada em 1921. Possui 24 instituições educacionais; 21 no Quênia, duas na Tanzânia e uma em Gana.

(com Agência Fides)

VATICAN NEWS
Imagem capa: Pixabay

VEJA TAMBÉM