Memória de São João Paulo II

22 de outubro de 2020

Hoje, 22 de outubro, a Igreja celebra a memória de um santo dos nossos tempos, cuja biografia é uma leitura indispensável para quem quer viver a santidade, falamos de São João Paulo II. Com uma trajetória marcada por sofrimentos, ele é um grande exemplo de resiliência, fé e coragem, um modelo de quem não se deixou abater ante a dor.

Como ele mesmo conta, aos 20 anos, “tinha perdido todos os que amava”. Padeceu os horrores da guerra, sofreu inúmeras perseguições, acidentes, foi ferido num atentado em 13 de maio de 1981, e não obstante a essas tribulações, enfrentou também problemas de saúde, como um tumor de 15 centímetros do intestino e a doença de Parkinson, confirmada em 2003. Entretanto, quem conviveu com João Paulo II testemunha que sua presença iluminava e dava esperança a todos.

Totalmente empenhado em seu apostolado de pontífice, João Paulo II fez consideráveis esforços para melhorar as relações entre o catolicismo e as demais religiões, e para mediar conflitos, tanto que se reuniu com vários líderes políticos e foi muito eficiente em suas intervenções.

Ousado na evangelização, São João Paulo II foi o papa que mais países visitou para levar a sua mensagem, foi à 129 países. Em seu pontificado quebrou vários protocolos, pela urgência do anúncio da paz e em nome da diplomacia, foi o primeiro papa que entrou em um país do bloco comunista, o primeiro que visitou a Casa Branca, que visitou o Egito, país de maioria muçulmana, o primeiro papa da história a visitar e rezar no Muro das Lamentações, o primeiro papa a visitar e rezar numa mesquita islâmica e numa sinagoga.

Entretanto, apesar de todo esse empenho em seu apostolado, São João Paulo II dava a todos um belo testemunho de vida interior, sempre se retirava para orar, frequentemente o viam na Capela do Santíssimo por horas, e a todos tocava com seu amor à Nossa Senhora.

Neste dia, peçamos sua intercessão: São João Paulo II, rogai por nós!

FacebookWhatsAppTwitter

Veja também