Dia do Amigo

20 de julho de 2020

O Dia do Amigo é uma data comemorada em vários países, porém, em dias diferentes. No Brasil, celebramos no dia 20 de julho. A origem desta data nos remete a um evento importante da história, a chegada do homem à lua, nesse mesmo dia no ano de 1969.

Diante deste grande passo, o médico argentino Enrique Ernesto Febbraro na ocasião afirmou que esse feito demonstra que “se o homem se unir com seus semelhantes, não há objetivos impossíveis”, e nessa motivação enviou cerca de quatro mil cartas para diversos países com a finalidade de instituir o Dia do Amigo.

O médico não estava errado, na Suma Teológica, Santo Tomás de Aquino diz que “onde está a verdadeira amizade, aí está o mesmo querer e o mesmo não querer”, ou seja, verdadeiro amigo é aquele que quer as mesmas coisas e rejeita as mesmas coisas que você.

O próprio Jesus ao dizer que ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos, diz aos seus: “vocês serão meus amigos, se fizerem o que eu ordeno. Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz”. A amizade é, portanto, uma relação alinhada de finalidades de vida.

É claro que essa definição, não anula a responsabilidade cristã de “amar até mesmo os inimigos” (Mt 5, 39-42), trecho bíblico que nos pede outro estudo aprofundado, e não é esta a ocasião. O fato é que quanto mais as pessoas buscam amizades sem usar os conceitos cristãos, pensando que amigos são frutos de meros ajuntamentos ocasionais de pessoas que tenham algum interesse em comum, mais estas entram para a estatística dos amores líquidos e da fragilidade dos laços humanos, que nos fala o sociólogo polonês Zygmunt Baumann.

Quer remar contra a maré e construir amizades sólidas? Duradouras? Olhe para Jesus, Ele não elegeu como amigos pessoas perfeitas, muito menos iguais. Ele elegeu pessoas com propósitos semelhantes, e é por isso que milênios depois pudemos conhecer Sua história e Sua doutrina, porque Seus discípulos fizeram o mesmo.

FacebookWhatsAppTwitter