Fevereiro: Inicio do Tempo da Quaresma

4 de fevereiro de 2020

Neste mês, vamos iniciar o Tempo da Quaresma e assim fazer a nossa caminhada para a Páscoa. Durante estes quarenta dias somos convidados pela Igreja a viver a escuta da Palavra de Deus e a conversão. O tempo quaresmal está marcado pelas práticas penitenciais. Elas são um testemunho da fraqueza do homem, diante do tamanho da vocação para a qual ele é chamado. Por meio das penitências certas, os cristãos feridos pelo pecado, podem se curar e superar suas dificuldades na prática da caridade. Três tipos de penitências se tornaram características deste tempo: o jejum, a esmola e a oração.

Vamos receber, no início da Quaresma, (26 de fevereiro) as Cinzas, que querem nos lembrar de que “do pó viemos, e ao pó retornaremos”. Durante a quaresma, devemos pôr em prática o ato de refletir sobre os pecados da carne e, como Jesus, renunciar a cada um deles. Quando o pecado é renunciado, fortificamo-nos espiritualmente e com isso somos agradáveis aos olhos de Deus.

Neste tempo, você é convidado a participar da Via Sacra que, na Paróquia, acontecerá em todas as sextas-feiras, às 19h30, em todas as Comunidades. A Via Sacra é um caminho de oração muito importante, pois tem como objetivo principal levar as pessoas a meditarem aquilo que é fundamental no cristianismo: o mistério pascal de Jesus Cristo, a sua morte e ressurreição. São 15 estações, que nos ajudam a percorrer um caminho espiritual e a compreender melhor a pessoa de Jesus e o amor que teve por nós, ao ponto de se deixar matar, sofrendo muito, para que todos nós aprendêssemos o que é, verdadeiramente, amar.

Na Quaresma, a Igreja do Brasil realiza a Campanha da Fraternidade. Neste ano, com o tema: “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e o lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10, 33-34). Tem como objetivo geral: Conscientizar, à luz da Palavra de Deus, que a vida é DOM e COMPROMISSO; cultivar relações de mútuo cuidado entre as pessoas, na família, na comunidade, na sociedade e diante do planeta, nossa Casa Comum.

“Em meio a tantas questões, a Campanha da Fraternidade deste ano nos convoca a refletir sobre o significado mais profundo da vida e a encontrar caminhos para que esse sentido seja fortalecido e, algumas vezes, até mesmo reencontrado. Não será uma Campanha que abordará apenas uma dentre tantas questões angustiantes, consequências do pecado. Será uma Campanha que, olhando transversalmente as diversas realidades, nos interpelará a respeito do sentido que estamos vivendo, na prática, atribuindo à vida nas suas diversas dimensões: Pessoal, comunitária, social e ecológica” (Manual da CF – Apresentação).

Santa Dulce dos Pobres nos ensina: “Habitue-se a ouvir a voz do seu coração. É através dele que Deus fala conosco e nos dá a força que necessitamos para seguirmos em frente, vencendo os obstáculos que surgem na nossa estrada”. Rezo por você para que consiga viver este Tempo da Quaresma, como tempo propício para sua conversão. Reze por mim, este pobre pecador, para que, com a graça de Deus, possa viver minha conversão.

Muitas bênçãos de Deus, pela intercessão de N. S. Aparecida e de São Geraldo!

Pe. Hideraldo Veríssimo Vieira – Pároco

FacebookWhatsAppTwitter