Palavra do Padre: julho

6 de julho de 2020

Queridos Paroquianos, Queridas Paroquianas, continuamos vivendo o Tempo de Isolamento Social, no entanto vamos começar uma nova fase com a Abertura das Igrejas para as Missas presenciais. Vamos seguir as Orientações do Decreto do Bispo Diocesano e as orientações da Prefeitura Municipal, para que o processo de abertura comece neste mês.

Assim nos fala D. Marco Aurélio: “Estamos a mais de noventa dias com restrições às nossas atividades pastorais. Neste período estamos fazendo uma experiência dolorosa e, ao mesmo tempo, rica da Graça de Deus, o Pai Misericordioso de Jesus, que não nos tem faltado com o seu cuidado.
O protocolo apresenta três fases consecutivas deste processo de retorno às atividades presenciais. Porém, é indispensável respeitar cada uma das três fases e seus prazos de vigência.

Em decorrência do crescente quadro de infectados na região metropolitana do Vale do Aço, somado ao número de óbitos, as paróquias situadas nas cidades de Coronel Fabriciano, Ipatinga, Timóteo e Santana do Paraíso, poderão iniciar o processo de efetivação das medidas previstas no protocolo a partir do dia 17 de julho de 2020.

As demais paróquias da Diocese poderão iniciar o processo de reabertura das igrejas para as celebrações comunitárias a partir do dia 3 de julho de 2020.

Este protocolo abrangerá estratégia geral de fluxo de (para) abertura inicial de, no máximo, duas igrejas por paróquia, de acordo com o discernimento do pároco ou administrador paroquial, seguindo para as demais comunidades e acrescendo novas comunidades progressivamente”.

Em reunião com os Coordenadores do CPC (Conselho Pastoral Comunitário) e da EPAP (Equipe Paroquial de Assessoria Pastoral), Liturgia, Acólitos e Coroinhas e Dízimo optamos por abrir as igrejas da Matriz S. Geraldo (Bom Jardim) da Comunidade Atos do Apóstolos (Ideal) e da Comunidade N. S. das Graças (Esperança), a partir do dia 18 de julho, para as Missas com o público reduzido e com todas as medidas de proteção que são exigidas, conforme o Decreto do Bispo que autoriza a abertura de igrejas, por um período de um mês. As Missas acontecerão na Matriz Geraldo 3ª Feira e 5ª Feira às 19h30, no Sábado às 18h e no Domingo às 8h, 10h e 18h, na Comunidade Atos dos Apóstolos no Sábado às 18h e no Domingo às 8h, 10h e 18h e na Comunidade N. S. das Graças na 2ª Feira, 4ª Feira e 6ª Feira às 19h30, provavelmente até o dia 31 de Agosto.

Informo que não dá para todos participarem da Missa no mesmo horário. Por isso, vamos seguir o seguinte critério: quem for à Missa inscreverá seu nome na Secretaria Paroquial, teremos a lista com aqueles que poderão ir à Missa em cada dia e horário. Lembro que será obrigatório o uso da máscara, a higienização com o Álcool em Gel e a aferição de temperatura corporal – com o Termômetro, na porta da igreja. As demais comunidades da Paróquia continuam abrindo para os momentos de oração pessoal, até que sejam autorizadas as celebrações com os Ministros da Palavra e as Missas nas outras Igrejas da Paróquia, que deverá acontecer no início de setembro.

No dia 25 de Julho, celebramos os 10 anos das SANTAS MISSÕES POPULARES, na Paróquia São Geraldo, que teve como tema: “Nossa Missão é Evangelizar: Ide e Anunciai!” As Missões aconteceram de 17 a 25 de Julho de 2010, tendo o Pe. Alex como Pároco da Paróquia S. Geraldo, o qual muito se empenhou pelo bom êxito das Santas Missões. Iremos render graças a Deus pelos frutos colhidos desta experiência missionária e que ainda hoje continua sendo levada adiante. O meu desejo é que pudéssemos fazer a Missão na Paróquia com Visitas e Missas Missionárias, no entanto, devido a Pandemia do Coronavírus isso não será possível e vamos celebrar dentro das possibilidades nas Missas do dia 25 e 26 de julho, com os cuidados e a simplicidade que o momento exige.

O Papa Francisco afirma que cada cristão deve dizer: “eu sou uma missão na terra”. Repete várias vezes a forte expressão: “vida é missão”. Deu-nos uma profunda definição de Deus Pai, afirmando que “Deus é missão”. De fato, Deus é amor e o amor é difusivo, sai de si, quer comunicação, encontro, amizade, aliança, Deus é missão.

“A Igreja missionária se inquieta com a realidade dos pobres e das periferias e toca nas feridas do povo e vê no irmão a prolongação da Encarnação de Jesus Cristo. A prioridade da missão é a saída de si para o irmão com a força da mística da proximidade. A razão última da missão é a glória de Deus e salvação do mundo. A Igreja missionária age por gratidão, por atração, por compaixão, nunca por obrigação. O amor é o motor da missão”.

Finalmente, quero agradecer a Direção da Rádio Liberdade, que ao longo de quase quatro meses autorizou que pudéssemos celebrar as Missas nos Estúdios da Rádio, chegando assim em muitos lares e levando a palavra de Deus a muitas famílias. A última Missa nos estúdios da Rádio será no dia 17 de julho e depois ficaremos apenas com a transmissão da Missa dominical da Matriz S. Geraldo, às 10 horas. Muito obrigado a todos da Rádio Liberdade e aos colaboradores que fizeram com que acontecesse as Missas transmitidas pela Rádio Liberdade, Facebook e Youtube!

Pe. Hideraldo Veríssimo Vieira – Pároco

FacebookWhatsAppTwitter