Seja bem-vindo(a) ao Site da Paróquia São Geraldo

Acesse nossas Redes Sociais

Notícias

01/08 Agosto: Mês Vocacional
Compartilhar

Chegamos a Agosto, tradicionalmente chamado de Mês Vocacional. Neste tempo, todos somos convidados a rezar em intenção das vocações, valorizá-las, e também, é claro, incentivar e motivar aqueles que se sentem chamados a seguir uma vocação. Portanto, nesta oportunidade, façamos algumas considerações.

A palavra vocação vem do verbo latino “vocare” que significa chamar, o que se traduz num apelo, convite, que no âmbito religioso, parte de Deus para nós, como um dom, eleição e graça. Ou seja, a vocação expressa uma escolha divina, que vai além do que os parâmetros humanos poderiam explicar.

Todavia, vale destacar que este tratado de amor que é a vocação, é uma via de mão dupla, o chamado é divino, mas a resposta é humana, e Deus que não violenta ninguém, aguarda nossa resposta que deve ser sempre livre e desinteressada, um retorno amoroso de quem foi “amado por primeiro” (1Jo 4,19).

Desse modo, desde as vocações leigas, as religiosas até as sacerdotais, são diversas as formas de corresponder ao amor de Deus, e tal como as flores de um jardim que tem perfume e aparência diversos, todas as vocações tem sua beleza e sua importância no jardim da Igreja.

Sendo assim, com essa diversidade de formas para responder o “segue-me” de Jesus, é de extrema importância fazer um discernimento acertado, distinguir com clareza o chamado individual que o Senhor nos faz, processo este que deve ser submetido à Igreja e aos seus superiores ordinários, pois aqueles que foram chamados antes de nós, poderão certamente, nos ajudar a responder ao Senhor de forma madura, consciente e coerente.

Neste processo, aqueles que se sentem “chamados”, se deparam com muitos questionamentos, mas é preciso dizer que toda vocação nasce e sobrevive na oração e na obediência.

Peçamos ao Senhor neste mês, que nos conceda a graça da docilidade, humildade e confiança no querer divino, para que sejamos felizes e realizados como os santos foram nesta terra, e são, em último grau de perfeição, hoje no céu.

VEJA TAMBÉM