Memória do Imaculado Coração de Maria

12 de junho de 2021

Com muita formosura após vislumbrarmos o coração que tanto amou os homens, na Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, hoje, na Memória Litúrgica do Imaculado Coração de Maria, a Igreja nos convida a continuar contemplando a bondade de Deus que quis nos amar também pelo Coração de Nossa Senhora. Afinal, foi coração d’Ela que Ele mais foi amado.

Foi no coração de Maria, que o Deus Menino repousou tantas vezes, e como ela “guardava tudo no coração” é fato que é nele que está encerrado o conhecimento de Seu Filho. Nesse ponto, São João Eudes ensina que “Jesus não apenas reside e assiste continuamente no Coração de Maria, mas é Ele mesmo o Coração de Maria, e que ir ao Coração de Maria é ir a Jesus”.

Por esse incomensurável benefício, em 1917, Nossa Senhora em suas aparições em Fátima disse aos pastorinhos que Jesus queria estabelecer no mundo a devoção ao seu Imaculado Coração, e oito anos depois, em 10 de dezembro de 1925, a Virgem apareceu à Irmã Lúcia e lhe mostrou Seu coração. Este estava cercado de espinhos, aos quais ela disse que foram cravados no coração d’Ela pelas almas ingratas por meio de blasfêmias e ingratidões, e nesta ocasião pediu a reparação do Seu Imaculado Coração

Assim sendo, para além de uma oportunidade de aprofundar no conhecimento dos tesouros encerrados no Imaculado Coração de Maria, celebrar este dia é um convite para reparar às ofensas que Ela recebe, e assim ser para ela, através do nosso amor, um alívio diante das suas dores.

Portanto, não tenhamos medo de devotar nosso amor ao Imaculado Coração de Maria, amá-lo é honrar o coração que mais agradou ao Pai, que mais se uniu ao Filho e que foi desposado pelo Espírito Santo. Se a Trindade se debruçou no coração de Maria, quem somos nós para não O honrar?

Reclinemos também no peito de Nossa Senhora, ouçamos suas batidas, e peçamos essas ressoem também nos nossos corações, para que todos os nossos passos sejam para agradar a nossa Doce e Terna Mãe.

FacebookWhatsAppTwitter

Veja também