Mês das Vocações

2 de agosto de 2019

Vamos viver intensamente este Mês das Vocações e deixar nos tocar por Deus que continua chamando homens e mulheres para que possam colocar a Vida a Serviço do Reino. Dedico esta edição ao Diácono Adriano e rogo a S. Geraldo que o abençoe na vivência do Sacerdócio Ministerial.

Rumo à Assembleia Diocesana – em agosto, iremos realizar a Assembleia Paroquial. Momento de contribuir para a construção do Plano Pastoral da Diocese, afirmando a nossa caminhada de quem quer colaborar com a Evangelização, como uma Igreja comprometida e servidora.

Na Paróquia, em virtude da Festa de Maria de Nazaré, iremos adiantar a Semana da Família para o período de 4 a 11 de agosto. Que possamos abrir os corações para acolhermos os ensinamentos do Senhor, na Semana Nacional da Família. Que o Espirito Santo nos dê seu auxilio e abra nossos corações para que possamos ter luz suficiente para responder à pergunta do Senhor: “A família, como vai?”

Sobre a Semana Nacional da Família, assim nos fala o assessor nacional da Comissão Vida e Família, Padre Jorge Alves Filho: “A pergunta ‘A Família como vai?’ continua a ser também para a Igreja um desafio não só por causa da complexidade que responder a ela envolve, mas principalmente porque também o mundo parece esperar a resposta para ajudá-lo a não ferir mais a própria família que não deixou de ser a célula da sociedade”.

Com alegria, iremos acolher o Diácono Adriano Mendes de Pinho que será Ordenado Sacerdote aqui na Paróquia. Deus chamou Jeremias e ele tentou recusar: “Eu não sei falar… sou apenas uma criança…”. Deus não desiste: “Antes de te formar no ventre materno, eu te conheci; antes de saíres do seio de tua mãe, eu te consagrei e te fiz profeta das nações. Não tenhas medo, não conseguirão te vencer, estarei contigo para te livrar”. Deus escolheu Jeremias para profeta e ele foi um exemplo de disponibilidade à Palavra de Deus. Sua fidelidade provocou muito sofrimento. É o que ele revela em suas “lamentações”. Mas Deus nunca o abandonou.

Deus chamou o Adriano e ele ouviu o chamado de Deus e buscou responder a esse chamado entrando para o Seminário Diocesano. Após sete anos de preparação, Adriano será consagrado ao Serviço a Deus e à Igreja. Acredito que, como Jeremias, ele teve medo de dizer sim ao chamado, mas depois de muitas orações e reflexões disse o seu sim. Esta é uma vocação que demonstra que Deus continua chamando, pois o Adriano é alguém de uma família simples e devota que sempre confiou na gratuidade de Deus. Filho de Geraldo José (Doca) e Helena ele esteve presente na caminhada da Comunidade S Geraldo, onde foi batizado, fez a 1ª Eucaristia e foi crismado. Aqui neste chão, deu seus primeiros passos na ação pastoral em que, incentivado por sua Avó D. Salete, foi Vicentino, sabendo colocar-se à serviço. Na Pastoral da Juventude contribuiu para a evangelização da Juventude.

Acredito que este Jovem, filho de nossa Paróquia, poderá contribuir muito no serviço da Igreja, ainda mais neste tempo de mudanças, em que o Papa Francisco nos convida a sermos uma Igreja em saída e diz aos sacerdotes: “Um padre não pode perder as suas raízes, permanece sempre um homem do povo e da cultura que o geraram. As nossas raízes nos ajudam a recordar quem somos e onde Cristo nos chamou”. Acredito que aquele que hoje é o Diácono Adriano irá estar atento às suas origens e saberá como Sacerdote valorizar a dimensão missionária da Igreja e o povo que a ele será confiado. O Sacerdote é enviado pelo próprio Cristo para a comunidade. Ele é a imagem viva e transparente do Cristo Sacerdote.

Aqui, o Diácono Adriano será Ordenado e nós o acolhemos com muito carinho e louvamos a Deus por essa vocação. Rogo a N. S. Aparecida que proteja Adriano e o ajude a continuar dizendo o sim a Deus.

Muitas bênçãos de Deus! Que N. S. Aparecida e São Geraldo intercedam por nós! Rezem por nós!

Pe. Hideraldo Veríssimo Vieira
Pároco

Pe. Sérgio Henrique Gonçalves
Vigário Paroquial

FacebookWhatsAppTwitter

Veja também