Seja bem-vindo(a) ao Site da Paróquia São Geraldo

Acesse nossas Redes Sociais

Notícias

27/11 Nossa Senhora das Graças
Compartilhar

Hoje, 27 de novembro celebramos Nossa Senhora das Graças. A origem deste título mariano nos remete à aparição da Virgem Maria à Santa Catarina de Labouré, no Convento das Irmãs de Caridade da Rue du Bac, em Paris na França, atualmente conhecida como a Capela Nossa Senhora da Medalha Milagrosa. Neste lugar, no ano de 1830, a então noviça Catarina Labouré, se encontrou com a Virgem Maria, nos dias 18 de julho, 27 de novembro e em dezembro de 1830.

No primeiro encontro, a Virgem Maria deu uma missão à noviça, a instruiu e a alertou sobre desgraças que cairiam sobre a França, além de algumas tragédias no seio da Igreja. Para esses momentos, prometeu sua proteção aos filhos e às filhas de São Vicente de Paulo. Já no segundo, Nossa Senhora se manifestou, primeiro segurando um globo de ouro, que representava o mundo inteiro a ser apresentado por ela à Nosso Senhor. De suas mãos carregadas de anéis, desciam raios de luz que simbolizavam as graças que Maria concede aos que lhe pedem. Acerca destes raios, a Virgem esclareceu que aqueles que não estavam acesos, representavam graças que ainda não foram dadas porque não foram pedidas.

Em seguida, a aparição tomou um novo aspecto, em torno da Virgem forma-se um quadro de forma oval circundado pela inscrição: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”. No seu verso, cercado por uma constelação de doze estrelas, o quadro continha um conjunto de emblemas, no centro um grande M, com uma cruz em cima, e abaixo dois corações, o de Jesus e o de Maria. Nesta hora, a Virgem então lhe pede que fossem cunhadas medalhas conforme Catarina a viu, e lhe promete que as pessoas que a trouxerem com confiança receberão grandes graças. Assim foi feito, e muitos milagres, curas de doentes e conversões aconteceram e ainda acontecem por meio da Medalha Milagrosa.

Catarina viveu sua vocação no escondimento, partindo para à Pátria Celeste aos 31 de dezembro de 1876. Sessenta anos depois, ao abrirem seu caixão, encontraram seu corpo perfeitamente conservado. Neste dia, peçamos a Nossa Senhora das Graças, pela intercessão de Santa Catarina de Labouré, que também os nossos olhos possam pela fé contemplar sempre sua presença e a de seu Filho junto a nós. Nossa Senhora das Graças, rogai por nós!

VEJA TAMBÉM