Primeiro Domingo do Advento

28 de novembro de 2020

Chegamos ao Advento, tempo marcado pela espiritualidade da vigilância e da oração, e neste Primeiro Domingo contemplamos uma liturgia que nos convida a com esperança ajustar nossos corações à certeza de que “o Senhor vem”, e também nos apresenta indicações de como viver bem esta espera.

Com a leitura do Livro de Isaías, contemplamos um pedido dramático a Iahweh, o Deus que é “pai” e “redentor”, para que ele viesse ao encontro de Israel para o libertar do pecado e para recriá-lo novamente como barro nas mãos do oleiro. O Salmo responsorial confirma esse clamor pela intervenção divina, e a segunda leitura nos revela a presença de Deus na vida da comunidade crente, através de Seus dons e carismas.

Já o Evangelho, muito providente diante deste tempo de espera, nos recorda a importância da vigilância, de estarmos atentos à iminente chegada do Senhor. No entanto, esse evangelho nos inspira uma vigilância que vai além da preparação para a chegada do Menino Jesus no Natal, mas nos faz vislumbrar Sua segunda vinda definitiva.

Nessa oportunidade, somos convidados a revisar nossas consciências se temos sido pessoas vigilantes, ou temos vivido indiferentes aos movimentos do céu em direção a nós e desatentos ante as batalhas espirituais que nos rodeiam.

FacebookWhatsAppTwitter

Veja também