São Felipe Neri: “o Santo da Alegria”

26 de maio de 2021

Hoje, 26 de maio, celebramos a memória de São Felipe Neri que nasceu em 21 de julho de 1515, em San Pier Gattolino na Itália. Conhecido como “o Santo da Alegria”, São Felipe foi também chamado de “Pippo il Buono”, que se pode traduzir por “pateta bom”, pois era dotado de um bom humor e de uma doçura que conquistou a muitos para Deus.

Apesar de sua conversão ter acontecido em sua juventude, sua vocação veio se concretizar somente aos 36 anos quando foi ordenado sacerdote. Entretanto, mesmo antes de se tornar padre, Felipe já vivia virtuosamente. Além de ser um homem penitente e praticante de obras de caridade, era dado a contemplação, onde foi favorecido por muitas experiências extraordinárias.

Uma delas aconteceu aos seus 30 anos, enquanto rezava nas catacumbas de São Sebastião. Em oração viu entrar uma bola de fogo em sua boca, e ao chegar ao seu peito fez arder e crescer o seu coração. De fato, quem conviveu com ele, testemunhou que ele tinha um volume no tórax, o que foi confirmado na autópsia de seu corpo, Felipe tinha o músculo cardíaco maior do que o comum, tanto que deslocou duas costelas para acomodar-se.

É inegável que São Felipe Neri tinha um grande coração ardente de amor pelas almas. Muitos que confessaram com ele, relataram receber inúmeras graças e inclusive ser libertos das tentações contra a pureza. Outros expuseram que todas as vezes que ele pronunciava catequeses, não somente seu coração tremia, mas o lugar onde estavam.

Pelas suas mãos, Deus operou muitos milagres e até ressurreições, mas ele mantinha uma vida humilde e era avesso a todas e quaisquer honras humanas. Convidado algumas vezes a ocupar posições de destaque, em todas elas ele sempre respondeu: “Eu prefiro o paraíso”.

Neste dia, peçamos sua intercessão para que a seu exemplo sejamos dedicados na oração, na vida eucarística, e que Jesus Eucarístico nos ajude a abraçar a nossa cruz com alegria.

São Felipe Neri, rogai por nós!

FacebookWhatsAppTwitter

Veja também