Semana Santa e o início do Tempo da Páscoa

1 de abril de 2019

Vamos aproveitar para viver nosso encontro com a Liturgia, na Paróquia São Geraldo, uma vez que assumimos este ano como Ano da Liturgia. Teremos a oportunidade de ter o Assessor Sandro Galazzi, que irá nos ajudar a refletir sobre: “AS LITURGIAS NA BÍBLIA E A LITURGIA DE JESUS”. Nessa formação veremos que as Sagradas Escrituras nos mostram que desde o Antigo Testamento o povo judeu celebrava ricamente a Liturgia. Deus estabeleceu uma Aliança com esse povo, através de Noé, Abraão, Isaac, Jacó, Moisés, Davi, dos Profetas, etc… E esse povo respondia, então, a Deus mediante um culto de louvor e de adoração, de maneira rica e muito criteriosa. Da tribo de Levi, os levitas, foram escolhidos por Deus para prestarem os serviços religiosos. Daí saíam os sacerdotes. Nessa Aliança, Deus propõe ao povo as suas Leis a serem observadas, e, em contrapartida promete ao povo caminhar com ele, socorrê-lo e libertá-lo em suas necessidades. A Liturgia é o culto sagrado que os antigos levitas ofereciam a Deus e que hoje é prestado pelo próprio Cristo, que se fez Sacerdote e Vítima da nova e definitiva Aliança, estendido até nossos dias pela celebração da Eucaristia, que unindo o nosso sacrifício ao de Cristo nos faz também “hóstias vivas”.

Liturgia, portanto, é a ação do Povo de Deus, reunido em Jesus Cristo, na comunhão do Espírito Santo. É sempre uma celebração do Mistério Pascal, isto é, passagem da morte para a vida, através de sinais, gestos e palavras. A liturgia é ação de Cristo na Igreja. Nenhuma atividade pastoral pode realizar-se sem referência à liturgia. Qualquer celebração tem sentido evangelizador e catequético. Todas as ações pastorais terão como ponto de referencia a liturgia, na qual se celebra a memória de Jesus e se proclama a atualidade do projeto de Jesus Cristo (cf. Doc. 38 – CNBB).

Vamos também viver a Semana Santa e o início do Tempo da Páscoa.

*Na Semana Santa, celebramos os momentos mais importantes da nossa salvação. São João resume desta forma: “Deus amou de tal forma o mundo, que entregou o seu Filho único, para que todo o que nele acredita não morra, mas tenha a vida eterna. De fato, Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, e sim para que o mundo seja salvo por meio dele” (3, 16 – 17). E também: “Antes da festa da Páscoa, Jesus sabia que tinha chegado a sua hora. A hora de passar deste mundo para o Pai. Ele, que tinha amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim” (13,1). Com sua entrega por nós, Jesus santificou essa semana, e nós a santificamos com nosso compromisso cristão.

* “Na Páscoa, comemoramos a Ressurreição de Cristo, a vitória sobre a morte, o reviver. É o que fazemos todos os dias, ou pelo menos é o que deveríamos fazer todos os dias: renascer, reviver, renovar – sonhos, desejos, energias, esperanças, relacionamentos – tudo enfim. Deveríamos nos dar a oportunidade diária de começarmos tudo novamente, reavaliando nossa vida a cada amanhecer. Começarmos de novo – igual ou diferente – é isto que importa no nosso movimento entre o amanhecer e o adormecer”.

Cristo ressuscitou, venceu as trevas, venceu a morte, mostrou que é possível “ser novo todos os dias”, novamente e novamente. Transformou a morte, numa banalidade, num momento de dor que antecede um momento de glória. Transformou a morte num rito de passagem. Feliz de nós Cristãos que acreditamos e podemos ressuscitar.
A Páscoa nos oferece oportunidades ilimitadas. Então, de novo, vamos viver a Páscoa e seu significado em todos os dias deste ano que começa agora e, ao seu final, comemorarmos as mudanças, as evoluções, o renascimento diário, nosso crescimento.

Desejamos a você, que tem acompanhando o nosso “Anúncio em Ação”, uma FELIZ PÁSCOA! Que juntos possamos levar adiante a missão de Jesus Cristo Ressuscitado e que neste tempo pascal valorizemos a Vida e as pessoas que estão do nosso lado. Que a Páscoa nos ajude a sermos mais “mansos e humildes de coração”.

Muitas bênçãos de Deus!
Contamos com a intercessão de N. S. Aparecida e São Geraldo! Rezem por nós!

Pe. Hideraldo Veríssimo Vieira – Pároco
Pe. Sérgio Henrique Gonçalves – Vigário Paroquial

FacebookWhatsAppTwitter

Veja também