Setembro: mês dedicado a Bíblia

1 de setembro de 2018

A cada ano, a Igreja no Brasil nos propõe um livro ou um texto bíblico para ser estudado, neste mês da Bíblia. Em 2018, vamos estudar os seis primeiros capítulos do Livro da Sabedoria. O tema que norteará as reflexões propostas para o mês da Bíblia intitula-se: “Para que n’Ele nossos povos tenham vida” e o lema será:”A sabedoria é um espírito amigo do ser humano” (Sb 1,6).

Toda a sabedoria humana é “semente do Verbo” que tem como meta levar o coração do homem a Deus. Quem sabe viver com sabedoria vive melhor, encontra a paz no meio das lutas da vida, sabe enfrentar as dificuldades com paciência e perseverança, caminha com fé, esperança e alegria.

Convidamos você a priorizar, neste mês, a participação no GRUPO DE REFLEXÃO e o ESTUDO DA SEMANA BÍBLICA. Momentos próprios para conhecer, refletir e rezar, tendo como base, o Livro da Sabedoria.

Além do Mês da Bíblia quero destacar três acontecimentos importantes: 5 de setembro: 2 Anos de minha posse à frente da Paróquia S. Geraldo, 7 de setembro: 22 Anos da minha Ordenação Sacerdotal e o Grito dos Excluídos.

  • Na Paróquia são 2 anos de muitos desafios, conquistas e alegrias. Muitas ações, ainda, não foram alinhadas. Agentes de Pastoral cristalizados, que não aceitam as mudanças Pastorais e Administrativas. A cada dia, um novo aprendizado! Pe. Sérgio e eu contamos com pessoas que estão apoiando o trabalho, são sinceras e querem que possamos levar adiante o que vem acontecendo de novo. É preciso ter paciência, deixar de olhar para trás e olhar para frente. Afinal, é muito pouco tempo para todas as mudanças!
  • Na Vida Sacerdotal são 22 anos. Só tenho a agradecer a Deus, pela intercessão de Maria, a Mãe de Nazaré do Perpetuo Socorro, a quem confio todos os dias a minha Vocação Presbiteral. Vejo com muita clareza que não é fácil ser padre em uma realidade urbano e na Paróquia São Geraldo. Tenho dedicado minha vida à Paróquia e feito dela doação, a cada dia. Tento dar o melhor de mim, embora perceba que sou incompreendido por algumas pessoas e apoiado por muitas outras que fazem acontecer o Reino de Deus, nesta Paróquia.
  • Vamos celebrar o 24º Grito dos Excluídos/as, com o Tema: “Vida em Primeiro Lugar” e o Lema: “Desigualdade gera violência: basta de privilégio!” O Grito dos Excluídos é uma manifestação popular carregada de simbolismo. É um espaço de animação e profecia, sempre aberto e plural, com pessoas, grupos, entidades, igrejas e movimentos sociais comprometidos com as causas dos excluídos.

O Grito é uma descoberta, uma vez que agentes e lideranças apenas abrem um canal para que o Grito sufocado venha a público. Grito que brota do chão e encontra em seus organizadores suficiente sensibilidade para dar-lhe forma e visibilidade. O Grito não tem um “dono”, não é da Igreja, do Sindicato, da Pastoral; não se caracteriza por discursos de lideranças, nem pela centralização dos seus atos. O ecumenismo é vivido na prática das lutas, pois entendemos que os momentos e celebrações ecumênicas são importantes para fortalecer o compromisso.

Muitas bênçãos de Deus em sua vida, pela intercessão de N. S. Aparecida e de São Geraldo!

Rezem por nós!

Pe. Hideraldo Verissímo Vieira
Pe. Sérgio Henrique Gonçalves

FacebookWhatsAppTwitter

Veja também